Crônica Jornalística

Crônica por Tânia Silva Araújo

O pobre cidadão não sabe mais para que lado vai

E mais uma vez perdeu-se o ponto. Mesmo puxando a cordinha, acendendo a luzinha, o motorista não vê, ou finge que não. Foram dados gritos por outros passageiros também, “abre aí motô! ” E mais uma vez, algumas pessoas perderam o ponto ou desceram muito longe dele.

Esse fato já ocorre desde janeiro deste ano, quando o prefeito ACM Neto prometeu uma nova frota com mais de 1.000 novos carros para atender o transporte público da cidade de Salvador.

À princípio foram entregues 300 exemplares. Todos novos em folha, com a diferença de que agora o passageiro entraria pela porta da frente, dando de encontro com o motorista e o cobrador. Passada a catraca, a sua saída seria a porta traseira. Tudo tão diferente do que o cidadão está acostumado.

No começo era aquela bagunça, ninguém sabia se entrava pela frente ou pelos fundos. Ainda rodavam os carros antigos também. Depois desse início conturbado, as empresas de ônibus viraram consórcios. E se tornaram três, como parte do projeto “Integra”, OT Trans, Plataforma e Salvador Norte. O primeiro identificado com carros amarelo, o segundo com carros verdes e o terceiro com carros azuis.

De repente, muda-se o nome das linhas, mudam-se os trajetos e quem antes, por não saber ler, pegava pela cor do ônibus, agora não teria mais chance. Pois os ônibus que ainda não foram reformados estavam circulando em linhas que as empresas escritas na lateral não faziam.

Salvador encontrou-se em uma situação caótica. O transeunte já não sabe mais para que lado vai. Pobre passageiros, fadados a perguntarem humildemente para os motoristas se o carro passa em seu destino, sendo obrigados a receberem respostas muito mal-educada vindo do “motô”. Resta esperar pelo próximo, e que tenha uma indicação mais visível.

É sabido que algumas providências estão em vias de serem tomadas, mas não se sabe a eficácia. Salvador é a terceira capital do país, é uma cidade muito grande, e tem o pior transporte público do Brasil. A esperança é que o Governador Rui Costa consiga dar continuidade no projeto do metrô, ligando a cidade ao município de Lauro de Freitas. Quem sabe até lá, a dança desengonçada do cidadão e o transporte público, aprenda alguns passos mais singelos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s